Arquivo.pt atinge 1 PetaByte de informação preservada!

Última atualização em 5 de Dezembro de 2023 às 20:12

O Arquivo.pt acabou de acumular 1 PetaByte de conteúdos no seu acervo no mês em que completou 16 anos de existência.

Esta informação está acessível tanto para os investigadores como para o cidadão comum.

No Arquivo.pt é possível pesquisar informação publicada na Web no passado, como por exemplo:

Descubra mais páginas através das paginas selecionadas nas Exposições Online do Arquivo.pt.

Primeira página da Web portuguesa
O site oficial da Expo’98
Notícias do jornal Público no dia da final do Campeonato Europeu de Futebol de 2016
Exposição Online “Memória da Imprensa Portuguesa. Páginas Web antigas de jornais e revistas (1996-2018)”

Objetivo e missão do arquivo da Web de Portugal

O Arquivo.pt foi criado a 8 de novembro de 2007 com o objetivo de preservar conteúdos da Web portuguesa.

Em 2013, enquanto serviço operado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, a sua missão foi formulada nestes termos: “Promover a preservação de conteúdos disponíveis na Internet nacional, garantindo a disponibilização deste à comunidade científica e ao público em geral” (Decreto Lei nº55/2013).

Nos anos mais recentes, o Arquivo.pt tem criado novos serviços tais como o CitationSaver que permite aos investigadores gravarem as referências a conteúdos Web que constam nos seus artigos científicos. O Memorial e o Completar a Página facilitam o acesso aos conteúdos dispersos no enorme bloco de 1 PetaByte de dados.

De onde veio tanta informação?

Para atingir o volume de 1 PetaByte, o Arquivo.pt gravou periodicamente conteúdos dos sites do domínio .PT e de sites portugueses noutros domínios.

Além disso, foram feitas recolhas frequentes, diárias e mensais, a um pequeno conjunto de sites governamentais e aos principais sites noticiosos em Portugal.

No âmbito de colaborações internacionais, foram recolhidos conteúdos de sites em diversas línguas, como por exemplo sobre as Eleições Europeias de 2019.

Os conteúdos anteriores a 2008 vieram do Internet Archive e de doações, como é o caso de uma coleção feita pela Biblioteca Nacional e pelo INESC sobre as Eleições Legislativas de 2005.

O maior conjunto de dados em língua portuguesa em acesso aberto para os investigadores

Ao disponibilizar 1 PetaByte de informação, em acesso aberto e através do uso de APIs (Application Programming Interfaces), o Arquivo.pt é uma ferramenta útil para a investigação.

Por exemplo, um investigador que pretender fazer um estudo sobre as eleições em Portugal pode utilizar todo o acervo do Arquivo.pt. Melhor ainda, pode focar-se apenas em algumas recolhas especiais dedicadas às eleições, escolhendo as que lhe interessam e descarregando apenas alguns Terabytes para processar automaticamente com as APIs.

Contributo de diversas equipas e dos amigos do Arquivo.pt

O desenvolvimento do Arquivo.pt vai para além da questão tecnológica e deve-se à dedicação e persistência das diversas pessoas que nele trabalharam, desde 2007.

Deve-se também ao contributo de muitos amigos do Arquivo.pt, sempre atentos para ajudar a melhorar, e à resposta da comunidade de utilizadores.

“Parabéns campeões! Obrigado”

Arquivo404 mais poderoso!

O Arquivo.pt tem lançado serviços complementares inovadores úteis para as organizações optimizarem o seu funcionamento.

A nova versão do Arquivo.pt denominada Helios foi lançada no dia 13 de novembro de 2023 e inclui desenvolvimentos no Arquivo404 e CitationSaver.

Arquivo404 com novos métodos para definir intervalos temporais

O Arquivo404 é um serviço que apresenta aos utilizadores de um website, ligações para versões arquivadas, em vez de lacónicas mensagens de erro “Página não encontrada”.

Porém, por vezes é necessário especificar qual é a versão correcta de uma página arquivada que deve ser apresentada. Por exemplo, o domínio de um website pode ter pertencido a outra entidade no passado e pretende-se que sejam mostradas apenas as versões arquivadas desde que o website passou a pertencer aos seus donos actuais.

Para este efeito, foram lançados 3 novos métodos para configurar o Arquivo404:

  • setMinimumDate(minDate : Date) – especifica a data mais antiga da versão arquivada do URL que pode ser apresentada.
  • setMaximumDate(maxDate : Date) – especifica a data mais recente da versão arquivada do URL que pode ser apresentada.
  • setMostRelevantMemento(criterion : ‘oldest’ | ‘most-recent’) – especifica a ordem dos resultados das versões arquivadas que foram recuperadas do arquivo da web. Por omissão, é apresentada a mais antiga  (‘oldest’).

Em suma, o Arquivo404 passou a permitir definir se apresenta ao utilizador a página arquivada mais antiga ou a mais recente, dentro de um determinado intervalo de tempo.

CitationSaver processa documentos HTML

O CitationSaver é um serviço que extrai citações em documentos para recursos online e arquiva-os. Este serviço é particularmente útil para manter a integridade dos artigos científicos e a reproducibilidade das experiências e estudos neles descritos.

Muitos artigos em acesso-aberto são publicados em formato de hipertexto (HMTL). O CitationSaver passou a processar documentos em formato HTML, além dos formatos PDF e TXT.

Por exemplo, se um utilizador encontrar um artigo na Web que contenha citações para recursos online, apenas terá de inserir o endereço da página do artigo no CitationSaver. Os endereços (URLs) serão extraídos e arquivados para que não se percam.

Exemplo de artigo da Revista de Gestão Costeira Integrada, disponiblizado no SciELO

Saber mais

Use os serviços do Arquivo.pt e se detetar algum problema, por favor contacte-nos.

Dia Mundial da Preservação Digital dedicado à Justiça

Última atualização em 13 de Novembro de 2023 às 8:59

O Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça (IGFEJ) e a Secretaria Geral do Ministério da Justiça (SGMJ), em colaboração com a BAD, organizaram o evento “Preservação Digital na Justiça” para assinalar o Dia Mundial da Preservação Digital, a 2 de novembro de 2023.

Neste evento, realizado no auditório da Polícia Judiciária, em Lisboa, estiveram presentes representantes da área governativa da Justiça e profissionais no âmbito dos arquivos, da comunicação e dos departamentos de informática.

Como usar o Arquivo.pt para preservar os websites institucionais

O Arquivo.pt participou com a apresentação “Preserve o seu website” na qual se abordou a questão da preservação dos websites institucionais e aspetos cada vez mais importantes como a cibersegurança.

As entidades da área da Justiça podem beneficiar do Arquivo.pt e dos seus diversos serviços para assegurar uma boa preservação dos seus websites, mitigar ameaças à cibersegurança e fornecer conteúdos históricos aos cidadãos.

Como conclusão desta apresentação ficaram as seguintes recomendações:

  • Faça o inventário e dê a conhecer os seus Websites atuais e históricos
  • Use colaborativamente os serviços do Arquivo.pt
  • Grave no formato normalizado os conteúdos com o ArchiveWeb.page

Materiais

Prepare um trabalho e concorra ao Prémio Arquivo.pt 2024!

PremioArquivoPT2024- 1200x1200-PT

Última atualização em 3 de Novembro de 2023 às 15:48

1080x556-PT-premio2024

Até dia 6 de maio de 2024, o Arquivo.pt lança o desafio de criar um trabalho baseado em informação histórica preservada da Web.

Nesta 7ª edição do Prémio Arquivo.pt serão atribuídos 15 000 € aos três melhores trabalhos (10 mil para o 1º classificado) e três Menções Honrosas.

Todos os detalhes em: arquivo.pt/premio

Menções honrosas para autores e professores

Para promover ainda mais a utilização do acervo do Arquivo.pt no contexto do ensino e da investigação ou no contexto profissional, três parceiros do prémio criaram  menções honrosas com um prémio associado.

  • O jornal Público atribuirá uma Menção Honrosa para os trabalhos realizados com base nos conteúdos do Público online guardados no Arquivo.pt.
  • O Aveiro Media Competence Center (AMCC) atribuirá uma Menção Honrosa ao melhor trabalho sobre o arquivo da web de um ou vários media online portugueses.
  • A Associação DNS.PT atribuirá uma Menção Honrosa a um professor que tenha incentivado a submissão de trabalhos.

Partilhe e divulgue

Ajude-nos a divulgar o Prémio Arquivo.pt 2024 por potenciais candidatos.

FCUL preservou mais de 100 websites históricos no Memorial

thumb-memorial-fcul

Última atualização em 27 de Março de 2024 às 11:16

Mais de 100 websites históricos da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL) passaram a estar acessíveis através do serviço Memorial do Arquivo.pt.

O Departamento de Informática da FCUL enviou ao Arquivo.pt uma lista de websites antigos alojados nos seus servidores que já não eram atualizados, mas cujo conteúdo histórico continua a ser interessante para a comunidade (ex. websites de projetos de investigação ou eventos científicos).

O Arquivo.pt preservou estes websites em colaboração com os seus responsáveis, procurando manter para o futuro uma representação fiel dos conteúdos publicados.

A FCUL redirecionou o endereço de cada website para o Arquivo.pt, e pôde então desligar os servidores respetivos e passar a poupar os recursos que dispendia na sua manutenção (ex. eletricidade, espaço, recursos humanos).

O caso exemplar do MiNEMA

print-memorial-minema

Página de aterragem do www.minema.di.fc.ul.pt no Memorial do Arquivo.pt.

O website do programa científico MiNEMA foi o primeiro que a FCUL integrou no Memorial do Arquivo.pt. Este website deixou de ser atualizado em 2009 quando o projeto terminou. A FCUL investiu recursos na manutenção do website por mais 10 anos até ser necessário desligá-lo por motivos de cibersegurança.

O Memorial do Arquivo.pt surgiu então como uma opção e a partir de 2020, a FCUL passou a ter de manter apenas o domínio www.minema.di.fc.ul.pt enquanto que o Arquivo.pt passou a preservar a informação contida no website.

Note-se que os conteúdos do website continuam a ser apresentados nos resultados dos motores de busca.

Faça como a FCUL e preserve os seus websites históricos no Memorial!

Cada vez mais as instituições recorrem ao Memorial do Arquivo.pt para preservar de forma segura os conteúdos dos seus websites históricos. Por exemplo, a FCUL preservou 116 websites, o Centro de Gestão da Rede Informática do Governo preservou 23 e a Fundação para a Ciência e a Tecnologia preservou 40.

As instituições públicas têm prioridade para beneficiar deste serviço. No entanto, outras entidades também o podem solicitar desde que sejam detentoras do domínio do website.

Identifique os seus websites históricos que podem ser integrados no Memorial do Arquivo.pt e contacte-nos!

Saber mais

Completar páginas do passado: sim é possível!

Última atualização em 16 de Outubro de 2023 às 19:04

Existem páginas arquivadas da web que são reproduzidas de forma incompleta devido a problemas ocorridos durante o processo de arquivo (ex. desformatadas ou com falta de imagens embedidas).

Completar a página é uma funcionalidade do Arquivo.pt que permite recuperar os elementos em falta nas páginas arquivadas a partir de outros arquivos da web ou dos websites originais.

Quando um utilizador visualiza uma página arquivada no Arquivo.pt, basta aceder ao menu Opções no canto superior direito e escolher Completar a página.

Este processo é realizado de forma automática e o Arquivo.pt é o único arquivo da web no mundo que o disponibiliza!

Como funciona o Completar a página?

Se abrir uma página arquivada que lhe pareça incompleta, tente a opção Completar a página e aguarde.

O Arquivo.pt efetuará uma busca pelos elementos em falta, na Internet e noutros arquivos da Web utlizando o protocolo Memento. Em caso de sucessso, os elementos obtidos serão imediatamente mostrados na página.

Posteriormente, estes elementos recuperados são integrados no acervo do Arquivo.pt, para que a página apareça sempre mais completa em futuras consultas realizadas por qualquer utilizador.

complete-page-website-cristina-guerra

Completar a página de entrada do website da artista Cristina Guerra encontrou uma imagem em falta.

Por exemplo, o website da artista Cristina Guerra, arquivado em 2005, tinha uma imagem em falta. Mas utilizando o Completar a página, foi possível em 2021 obtê-la a partir de outro arquivo da web que a tinha preservado e passar a presentar a página de forma mais completa.

Participe na curadoria colaborativa para melhorar a qualidade do Arquivo.pt!

Devido ao elevado número de páginas arquivadas não é possível ao Arquivo.pt tentar completar todas automaticamente. Por isso, a colaboração dos utilizadores para identificar páginas importantes com elementos em falta e tentar completá-las é importante.

Ao utilizar o Completar a página a comunidade de utilizadores está  a contribuir para melhorar a qualidade das páginas preservadas no Arquivo.pt!

Experimente sempre completar as páginas arquivadas que lhe pareçam incompletas e se detectar algum problema contacte-nos.

Divulgue o Completar a página do Arquivo.pt!

Conheça os vencedores do Prémio Arquivo.pt 2023!

thumbnail-premioArquivopt

Última atualização em 4 de Setembro de 2023 às 14:38

Os vencedores do Prémio Arquivo.pt 2023 foram anunciados pelo Jornal Público, parceiro oficial de comunicação desta edição, no dia 26 de junho.

Foram recebidos 40 trabalhos candidatos.

A cerimónia de entrega de prémios decorreu na sessão de encerramento do Encontro Ciência, a 7 de julho, na Universidade de Aveiro.

1º classificado – “Viajar no tempo sobre carris”

O vencedor do prémio no valor de 10 000 euros foi o trabalho “Viajar no tempo sobre carris” desenvolvido por Antero Pires, Carlos Cipriano, Diogo Ferreira Nunes e Ruben Martins.

Viajar no tempo sobre carris” é uma plataforma online que analisa e apresenta a evolução dos tempos de viagens de comboio em Portugal, com base nos horários preservados no Arquivo.pt.

Por exemplo, permite ver a duração da viagem Lisboa-Porto no Alfa Pendular desde o ano 2000.

2º classificado – “Representatividade das mulheres artistas na imprensa nacional”

O 2º prémio no valor de 3 000 euros foi atribuído ao trabalho “Representatividade das mulheres artistas na imprensa nacional”, da autoria de Cláudia Sevivas e Miguel Boavida.

Este trabalho resultou no website Existo que disponibiliza informação sobre as artistas portuguesas, refere as páginas Web em que foram mencionadas ao longo do tempo. O trabalho baseia-se numa análise da sua representação e visibilidade que permite várias leituras.

Por exemplo, podemos encontrar informação sobre a artista plástica Joana Vasconcelos, notícias de outras artistas em determinado ano ou ainda obter uma visualização gráfica das mulheres artistas em comparação com os homens.

3º classificado – “Memória Política

O 3º classificado recebeu um prémio no valor de 2 000 euros e foi atribuído ao trabalho “Memória Política”, desenvolvido por Miguel Lopes, Maria Carneiro e João Andrade.

Memória Política” é uma aplicação Web que processa e apresenta informação retirada das páginas web dos partidos políticos representados na Assembleia da República, arquivadas pelo Arquivo.pt.

Por exemplo, permite pesquisar o termo “democracia” e obter páginas dos sites dos Partidos relacionadas com a pesquisa, podendo os resultados ser agrupados por Partido e por ano.

Menção Honrosa do Público

O jornal Público, parceiro oficial da 6ª edição do Prémio Arquivo.pt, atribuiu a sua Menção Honrosa ao trabalho “Fábrica do Jornal”, realizado por Miguel Almeida.

Fábrica do Jornal” é uma aplicação Web que permite ao utilizador gerar um jornal personalizado a partir de notícias preservadas no Arquivo.pt, podendo obter uma versão que pode imprimir ou guardar em formato digital.

Menção Honrosa AMCC – Aveiro Media Competence Center

O Aveiro Media Competence Center (AMCC), atribuiu a sua Menção Honrosa ao trabalho “Imaginarium”, realizado por Diogo Sousa.

Imaginarium” é uma aplicação Web que faz pesquisa de imagens a partir de semelhanças com outras imagens.

Por exemplo, a partir da sugestão de uma imagem de um automóvel, o “Imaginarium” procura imagens no Arquivo.pt que tenham alguma afinidade com a imagem sugerida.

Entrevista rápida ao Diretor Executivo da AMCC

Cerimónia de entrega

A entrega de prémios realizou-se na sessão de encerramento do Encontro Ciência 2023, na Universidade de Aveiro, a 7 de julho de 2023.

Os prémios foram entregues pela Ministra da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Elvira Fortunato, pela Presidente do Conselho Diretivo da FCT, Madalena Alves e pelo Diretor Executivo do Aveiro Media Competence Center, João Moraes Palmeiro.

Galeria de imagens

Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023

Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023
Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023
Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023
Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023
Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023
Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023
Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023
Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023
Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023
Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023
Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023
Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023
Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023
Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023
Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023
Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023
Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023
Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023
Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023
Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023 Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023 Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023 Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023 Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023 Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023 Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023 Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023 Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023 Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023 Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023 Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023 Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023 Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023 Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023 Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023 Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023 Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023 Cerimónia de Entrega Prémio Arquivo.pt 2023

Entrevistas rápidas

Vídeo da entrega

Materiais de divulgação

Imprensa

Link curto para esta página: arquivo.pt/vencedores2023

Participação do Arquivo.pt em eventos internacionais sobre arquivos da Web

logo-IIPC

Última atualização em 1 de Agosto de 2023 às 12:54

Encontro com a comunidade dos arquivos da Web

O Internacional Internet Preservation Consortium (IIPC), consórcio que reune inicitivas de preservação da Web de todo o mundo, realizou a Assembleia Geral com os seus associados no dia 10 de maio de 2023.

Nos dias seguintes, 11 e 12 de maio, realizou-se a IIPC Web Archiving Conference (IIPC WAC), uma iniciativa aberta à comunidade, onde podem participar pessoas ou entidades não associodas ao IIPC e interessadas no domínio da preservação da Web.

O acolhimento dos dois eventos foi feito conjuntamente pela KB – National Library of the Netherlands, e pelo Beeld &  Geluid – Netherlands Institute for Sound & Vision.

Contributos do Arquivo.pt na Web Archiving Conference

O Arquivo.pt participou nas reuniões dos grupos de trabalho do IIPC (Training Working Group e Curators Working Group) e contribuiu com apresentações nas sessões temáticas  Collaborations & Outreach e Program infrastructure (sessões 7 e 17).

  • Arquivo.pt updates 2023 (slides)
  • Linking web archiving with arts and humanities: the collaboration between ROSSIO and Arquivo.pt (video, slides)
  • Arquivo.pt behind the curtains (slides)

Encontro com a comunidade dos investigadores RESAW

RESAW (Research Infrastructure for the Study of Archived Web Materials) é uma iniciativa criada em 2012 com o objetivo de promover os estudos baseados em conteúdos Web arquivados, em áreas como Ciências Sociais, Artes e Humanidades Digitais.

A conferência RESAW 2023 foi realizada no MUCEM Lab (Mediterranean Institute of Heritage Crafts), em Marselha, de 5 a 6 de junho de 2023, sob o tema Exploring the Archived Web During a Highly Transformative Age.

Contributos do Arquivo.pt no RESAW 2023

O Arquivo.pt contribuiu com apresentações para as sessões Web Archive in Mediterranean area and its merge(4.A,), From online Tools to Web Archive (6.B.), Towards a participatory approach to collections (9. A.), Digging up the materials for writing web history (9.B.).

  • How to research governmental web data? (abstract, slides)
  • Archiving Cryptocurrencies (abstract, slides)
  • Time to explore, time to learn from the archived web: Arquivo.pt training initiative (abstract, slides)
  • Exhibiting Web Memories from Arquivo.pt: a call for community participation (abstract, slides)

Encontro do Projeto CLEOPATRA

O Projeto CLEOPATRA, liderado pelo L3S Research Center at the Gottfried Wilhelm Leibniz University of Hannover, desenvolveu desde 2019 um progama de formação para investigadores doutorandos (Early Stage Researcher, PhD).

O Arquivo.pt participou em três cursos: Incentives design for hybrid multilingual information processing and analytics, em Southampton; National and transnational media coverage of European parliamentary elections, 2004-2014, Londres; e NLP for under-resourced languages, em Zagreb, na Croácia.

Em 2022, o Arquivo.pt acolheu dois investigadores nas suas instalações os quais utilizaram os recursos arquivados e tiveram apoio especial da equipa do Arquivo.pt para desenvolverem a sua investigação.

O projeto CLEOPATRA terminou em 2023 com a realização de um encontro a 16 de maio, em Hannover, que reuniu professores, investigadores e representantes de instituições envolvidas.

Daniel Gomes, Gestor do Arquivo.pt, destacou as novas ferramentas que o Arquivo.pt disponibiza e os resultados dos trabalhos realizados pelos investigadores que passaram pelo Arquivo.pt.

  • Secondments@Arquivo.pt and new research tools available (Slides)

Apresentações acerca do Arquivo.pt nas Jornadas FCCN 2023

thumbnail jornadas FCCN 2023

Última atualização em 25 de Setembro de 2023 às 14:37

As inscrições para as Jornadas de Computação Científica 2023, que decorreram na Escola Naval em Almada de 27 a 29 de junho de 2023!

Este evento é um encontro para partilha de conhecimento entre as entidades que compõem a comunidade de ensino superior e de investigação nacionais.

O evento conta com a participação de decisores das instituições, responsáveis por serviços técnicos de informática e responsáveis por bibliotecas e serviços de documentação, entre outros.

O Arquivo.pt apresentou duas sessões de 90 minutos, no dia 28 de junho das 14h30 às 18h00, sob o tema “Serviços Arquivo.pt para gerir citações e cibersegurança”.

Agenda da sessões Arquivo.pt

28 de junho 14h30-16h00: Arquivo.pt – serviços disponíveis e arquitetura de sistema

28 de junho 16h30-18h00: Arquivo.pt – uma ferramenta para gerir citações e cibersegurança

Memorial do Arquivo.pt

Museu Virtual do Turismo criou coleção de Websites preservados

Coleção registos no Catálogo do MUVITUR com páginas Web preservadas no Arquivo.pt

Última atualização em 25 de Abril de 2023 às 20:14

O MUVITUR, Museu Virtual do Turismo, é um portal agregador de conteúdos digitais sobre o Turismo em Portugal.

A plataforma é mantida pela Biblioteca Celestino Domingues da Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril (ESHTE) e tem a participação de instituições de diversas áreas do património que são provedoras de conteúdos.

Entre os conteúdos digitalizados que podem ser consultados no catálogo e acedidos nas instituições provedoras encontravam-se som, imagem, fotografia, material impresso digitalizado. Contudo, faltavam os Websites.

Assim, surgiu a ideia da nova coleção “Páginas Web” do MUVITUR.

Colaboração entre o MUVITUR e o Arquivo.pt

Em 2019, iniciou-se uma colaboração entre o Arquivo.pt e o MUVITUR com o objetivo de identificar sites relacionados com o Turismo em Portugal e de divulgar o histórico de conteúdos publicados na Web, desde 1996.

Em 2022, estabeleceu-se uma lista com cerca de 400 registos de websites de diversas entidades ligadas ao Turismo, hotéis, agências de viagens, páginas dos sites dos municípios com informação turística e outras.

Dessa informação reunida resultou a primeira coleção de websites preservados sobre Turismo em Portugal.

Catálogo do MUVITUR com páginas Web preservadas no Arquivo.pt

Como foi feita a integração

O MUVITUR utiliza o software Nyron, o qual permite agregar conteúdos de diversas proveniências através do protocolo interoperabilidade OAI-PMH (Open Archives Initiative Protocol for Metadata Harvesting), cuja utilização é muito comum entre bibliotecas, arquivos e museus para fornecer conteúdos a portais, como por exemplo o Europeana.

O Arquivo.pt, porém, não disponibiliza informação através do OAI-PMH, pelo que foi necessário encontrar uma forma alternativa de criar um registo no Nyron com informação descritiva de Websites preservados.

O procedimento para a integração foi o seguinte:

  • Exportou-se para uma folha Excel o esquema XML com os campos para os metadados, de acordo com o que funciona no Nyron;
  • A informação foi inserida manualmente na folha Excel, respeitando o formato e a sintaxe, em colaboração com os técnicos responsáveis pelo sistema;
  • O ficheiro XML com os dados inseridos foi validado e importado para o Nyron.

A criação de registos em catálogos é em grande parte manual e exige uma curadoria humana. No entanto, foi possível introduzir informação para ser processada automaticamente nos registos da coleção de Websites. Por exemplo, a miniatura (thumbnail) foi obtida utilizando a API do Arquivo.pt, mais espeicificamento o linkToScreenShot, visível nos detalhes técnicos de uma página preservada (ver em Opções).

Para outros elementos, tais como o título do site, seria possível obtê-los automaticamente através da API do Arquivo.pt, no entanto a qualidade da informação depende do que os produtores do site inseriram e pode não ser a melhor.  As datas para limitar o âmbito temporal também podem ser obtidas de forma automática. Privilegiou-se o método manual para controlar a informação apresentada.

Na continuidade do projeto, a coleção vai ser aumentada com novos registos, pois existem milhares de sites sobre o setor do Turismo.

Descrição de conteúdos Web no catálogo do MUVITUR

Na coleção “Paginas Web” são utilizados os seguintes dados:

  • Denominação – geralmente o título do website
  • Organização – a entidade a quem pertence a publicação
  • Endereço do sítio Web na Internet
  • Endereço para versão no Arquivo.pt
  • Momento(s) para recordar
  • Link para miniatura no Arquivo.pt
  • Descritores
  • Dados geográficos (localização, coordenadas, nome geográfico)

A apresentação da informação foi ajustada para ficar alinhada com a de outros recursos do MUVITUR e contém ligações para o Arquivo.pt.

Por exemplo, no registo do site “Turismo do Algarve”, encontramos uma ligação para um momento a recordar em 2011 e outra a ligação para o histórico no Arquivo.pt em “Consultar objeto”.

Detalhe do registo do site "Turismo do Algarve"
Detalhe do registo do site “Turismo do Algarve”

Organizações podem criar coleções de Websites da sua área

Com este projeto inédito podemos dizer que os Websites preservados ganharam cidadania ou espaço em plataformas digitais dedicadas à memória histórica.

Os Websites raramente são incluídos em catálogos ou expostos em contexto museológico, em Portugal. Em breve, essa realidade pode mudar.

A National Library of Australia, por exemplo, tem registos de Websites preservados no catálogo. Na Tasmania Libraries o catálogo bibliográfico descreve em formato Marc21 mais de 3000 Websites preservados.  Na Library of Congress há coleções de Websites antigos ao lado dos recursos tradicionais.

O MUVITUR abriu caminho para que outras entidades criem coleções de Websites do seu interesse nas suas plataformas.

Outros resultados da colaboração