Websites do Afeganistão e a queda do regime em agosto de 2021

thumbnail_Karima Faryabi

Última atualização em 26 de Setembro de 2022 às 15:55

afghan-ministry-of-economy-17-08-2021

Website do Ministério da Economia do Afeganistão com Karima Faryabi (gravado a 17 de agosto de 2021)

No dia 15 de agosto de 2021 o palácio presidencial em Cabul foi tomado pelos Talibãs, consumando a queda do regime que vigorava há 20 anos, após os atentados do 11 de Setembro nos Estados Unidos.

A comunidade dos arquivistas da Web, através do Content Development Working Group do International Internet Preservation Consortium, lançou o desafio da gravação dos sites afegãos, face ao risco de estes virem a desaparecer com o novo regime.

Não há tempo a perder quando se trata de preservar a Web

O Arquivo.pt reagiu rapidamente lançando uma pesquisa automática de conteúdos focada em sites do domínio .af e em notícias dos media internacionais sobre os eventos em curso.

No dia 17 de agosto os websites começaram a ser gravados.

Foram utilizados 1800 endereços de sites do Afeganistão (terminados em .af) e 500 notícias dos meios de comunicação social de todo o mundo.

Os endereços, URLs ou “seeds” foram obtidos através de pesquisa automática, utilizando o Bing Search API, e colocados imediatamente em gravação.

Conteúdos disponíveis para conhecer a história do Afeganistão

Como resultado da recolha realizada passaram a estar disponíveis no Arquivo.pt mais de 400 Gigabytes de informação que qualquer pessoa pode utilizar para investigação nas mais diversas áreas.

O principal contributo do Arquivo.pt para a comunidade dos arquivistas da Web foi a demonstração da pesquisa automática que permite uma reação rápida na gravação de conteúdos Web em risco iminente de se perderem.

Mais informação

Conjunto de dados abertos do Arquivo.pt (Dados.gov)

Conteúdos recolhidos pelo Content Development Working Group do International Internet Preservation Consortium disponíveis no serviço Archive-it

Presença online dos museus em ciclo de webinars para a Rede Portuguesa de Museus

Última atualização em 7 de Julho de 2022 às 21:25

A Rede Portuguesa de Museus é a comunidade convidada a participar no ciclo de três webinars intitulado “Património cultural da Web: presença online dos museus”.

Pretende-se sensibilizar os responsáveis e os profissionais dos museus para a importância da preservação dos conteúdos publicados na Web e dar conhecer o Arquivo.pt.

Esta iniciativa é promovida pela Direção Geral do Património Cultural, através do Departamento de Museus, Conservação e Credenciação e da Divisão de Museus e Credenciação, que acolheu e integrou na sua oferta formativa a proposta do Arquivo.pt (FCT, I.P.).

Informação e materiais

21 de junho de 2022 – O Arquivo.pt e a preservação da memória digital (1º webinar)

Nesta sessão, apresenta-se o Arquivo.pt destacando a sua utilidade para os museus, uma vez que este serviço tem por missão a preservação do património cultural digital, especificamente conteúdos Web.

  • Orador: Ricardo Basílio, curador digital (em subsituição de Daniel Gomes, gestor do Arquivo.pt)
  • Duração: 15h30 -17h00
  • Slides (PDF)
  • Vídeo

22 de junho de 2022 – Bem publicar para bem preservar (2º Webinar)

Esta sessão trata dos aspetos a ter em conta, por uma pessoa ou instituição, para criar e manter websites preserváveis.

  • Orador: Pedro Gomes, responsável pelas recolhas do Arquivo.pt
  • Duração: 15h30 -17h00
  • Slides
  • Vídeo

27 de junho de 2022 – Arquivar a Web: faça-você-mesmo! (3º Webinar)

Esta sessão oferece um tutorial para a criação de um arquivo da Web local, gravando os conteúdos num formato normalizado e servindo-se de ferramentas abertas que qualquer pessoa não especializada em tecnologia pode utilizar.

  • Orador: Ricardo Basílio, curador digital
  • Duração: 15h30 -17h00
  • Vídeo
  • Slides

28 de junho de 2022 – Repetição da primeira sessão (sessão extra)

Sessão aberta para quem não teve a possibilidade de participar na 1ª sessão.

  • Orador: Ricardo Basílio, curador digital
  • Duração: 15h30 -17h00
  • Vídeo
  • Slides

Exposição online: descobrir a presença online dos museus ao longo do tempo

 

Arquivo Municipal de Sines e Arquivo.pt juntos no Dia Internacional dos Arquivos

thumbnail-sines-dia-internacional-dos-arquivos

Última atualização em 27 de Junho de 2022 às 8:38

O Arquivo Municipal da Câmara Municipal de Sines e o Arquivo.pt assinalaram o Dia Internacional dos Arquivos, 9 de junho, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, com uma Oficina de preservação da memória digital de Sines.

O encontro foi transmitido online com o objetivo de partilhar com a comunidade dos arquivistas o que tem sido uma experiência de curadoria colaborativa dos conteúdos da Web.

Colaboração entre um arquivo municipal e um arquivo da Web

Este encontro deu-se na continuidade de uma colaboração entre as duas equipas, desenvolvida durante o período da pandemia.

O Arquivo Municipal de Sines fez uma recolha seletiva e sistemática de conteúdos Web relacionados com o Concelho de Sines, com a colaboração de meios de comunicação local, como por exemplo a Rádio Miróbriga e a Rádio Sines.

Por sua vez, o Arquivo.pt contribuiu com formação sobre as ferramentas de gravação da Web em formato normalizado (Webrecorder.net) e preparou serviços úteis, como por exemplo o SavePageNow que permite gravar páginas na hora diretamente no Arquivo.pt.

A memória local ficou mais rica com páginas Web preservadas

Desta colaboração resultou a preservação de milhares de páginas Web (cerca de 200 Gigabytes de informação) acerca da vivência da pandemia na área geográfica de Sines e de Santiago do Cacém.

As cópias dos ficheiros de arquivo da Web (WARCs) enviadas ao Arquivo.pt foram integradas para ficarem disponíveis.

Materiais do evento

Galeria de imagens

Oficina da Preservação da Memória Digital de Sines

Oficina da Preservação da Memória Digital de Sines
Oficina da Preservação da Memória Digital de Sines
Oficina da Preservação da Memória Digital de Sines
Oficina da Preservação da Memória Digital de Sines
Oficina da Preservação da Memória Digital de Sines Oficina da Preservação da Memória Digital de Sines Oficina da Preservação da Memória Digital de Sines Oficina da Preservação da Memória Digital de Sines

Como preservar as referências na Wikipédia?

thumbnail-wikimedia

Última atualização em 19 de Maio de 2022 às 19:05

A Wikimedia Portugal iniciou uma colaboração com o Arquivo.pt que visa captar a atenção da comunidade para a preservação dos conteúdos publicados na Wikipédia.

Oitenta por cento das páginas publicadas na Web desaparecem ou são alteradas, apenas 1 ano após a sua publicação. Simultaneamente, a informação na Wikipédia baseia-se em informação maioritariamente publicada na Web. O desaparecimento da informação de referência prejudica a confiabilidade dos artigos da Wikipédia.

Ciclo de webinars “Património Cultural na Web: como preservar as referências na Wikipédia?”

O ciclo de Webinars promovido pela Wikimedia Portugal inclui conteúdos pedagógicos que enriquecem a formação dos profissionais da informação e comunicação mas também a literacia digital de qualquer cidadão.

O Arquivo.pt e a preservação da memória digital (1º Webinar)

Gonçalo Themudo, Presidente da Wikimedia Portugal, introduziu o 1º webinar do ciclo intitulado “Património cultural na Web: como preservar as referências na Wikipédia?”. Salientou a importância de preservar as referências (URLs) utilizadas pelos autores, quando publicam artigos na Wikipédia. Daniel Gomes, Gestor do Arquivo.pt, mostrou como o Arquivo.pt preserva os conteúdos Web e como a comunidade de autores da Wikipédia pode contribuir para que esses conteúdos fiquem efetivamente preservados.

  • Data: Realizado em 22 de fevereiro de 2022
  • Formador: Daniel Gomes, Arquivo.pt
  • Slides
  • Vídeo

Acesso e processamento automático de informação preservada da Web através de APIs (2º Webinar)

Webinar que apresenta as APIs (Application Programming Interface) do Arquivo.pt que possibilitam o processamento automático da informação histórica preservada da Web para desenvolver aplicações inovadores e úteis às organizações. Este Webinar destina-se principalmente a profissionais de informática (ex. Web developers, Web designers, Web marketers).

  • Data: 22 Mar. 2022 15:00 – 16:30
  • Formador: Vasco Rato, Arquivo.pt/ROSSIO
  • Slides
  • Vídeo

Arquivar a Web: faça-você-mesmo! (3º Webinar)

Webinar que apresenta como é preservada a informação cultural de índole municipal e nacional publicada na Web. Demonstra através de casos práticos como qualquer pessoa pode arquivar informação publicada na web num formato adequado que permitirá a sua preservação para o futuro utilizando ferramentas gratuitas. Este Webinar destina-se a qualquer utilizador da Internet mas é particularmente útil para responsáveis pela comunicação e gestão de informação em organizações.

  • Data: 19 Abr. 2022 15:00 – 16:30
  • Formador: Daniel Gomes, Arquivo.pt
  • Slides
  • Vídeo

Eleições Autárquicas 2021 preservadas pelo Arquivo.pt

thumbnail_eleicoes_autarquicas

Última atualização em 14 de Julho de 2022 às 17:10

Milhares páginas eleitorais a preservar antes que desapareçam

No dia 26 de setembro de 2021 realizaram-se as eleições autárquicas em Portugal, evento marcado pela pandemia da Covid-19. A comunicação dos candidatos foi baseada sobretudo nos meios de comunicação social e nas redes sociais.

A informação online que documenta processos eleitorais é de manifesta importância histórica. Contudo, é difícil de identificar porque aparecem e desaparecem rapidamente. No caso das eleições autárquicas, a quantidade de candidatos e a variedade de canais utilizados torna a tarefa ainda mais desafiante.

O Arquivo.pt, tal como em eleições anteriores, lançou uma recolha especial para preservar conteúdos relativos às Autárquicas 2021.

Como foram identificados os conteúdos eleitorais publicados na Web

Começou-se por fazer a identificação manual de conteúdos relacionados com eleições, por concelho e freguesia. Para isso pediu-se ajuda a pessoas e organizações com as seguintes iniciativas:

  • campanha de recolha de endereços Eleições Autárquicas de 2021: precisamos da sua ajuda!
  • pedido de colaboração aos serviços de arquivo dos 308 municípios na identificação de sites eleitorais e candidatos do respetivo concelho
  • pedido aos Partidos para enviarem os nomes dos candidatos cabeças de lista

Destaca-se a utilização do site Eyedata – Social Data Lab que disponibilizou na Web nomes de candidatos de todo o país.  A página da Wikipedia Eleições autárquicas portuguesas de 2021 também foi utilizada como fonte de informação.

A lista com nomes de candidatos por concelho, partido ou coligação serviram para criar pesquisas automáticas no Bing que identificaram os conteúdos eleitorais mais relevantes.

Por exemplo, ao combinar o termo “autárquicas 2021” com o nome de um candidato e do respetivo concelho, obtém-se resultados relacionados com esse candidato, tais como notícias, iniciativas da sua campanha ou a página oficial da sua campanha eleitoral.

Esta metodologia foi aplicada nas Eleições Presidenciais 2021 e nas Eleições Europeias de 2019. O relatório técnico A transnational crawl of the European Parliamentary Elections 2019 detalha a metodologia aplicada.

Recolha de conteúdos e disponibilização no Arquivo.pt

Entre 22 de agosto e 8 de outubro de 2021, o Arquivo.pt recolheu de forma exaustiva páginas relacionadas com as Autárquicas 2021.

A coleção resultante denominada Eleições Autárquicas 2021” (EAWP39) reúne 31 milhões de ficheiros que totalizam 2.7 TeraBytes de informação e estará disponível a partir de outubro de 2022, por respeito ao período de embargo de 1 ano.

Investigadores que queiram realizar estudos acerca das Autárquicas 2021 e necessitem de obter acesso mais cedo aos conteúdos recolhidos podem contactar o Arquivo.pt.

Para saber mais

Memória de festivais e eventos de arte: PARA SEMPRE

Thumbnail-projeto-para-sempre

Última atualização em 8 de Fevereiro de 2022 às 10:56

A Exposição Memória de festivais e eventos de arte propõe um percurso pela cena artística portuguesa presente na Web e inclui uma cronologia destes acontecimentos.

Este produto de informação online é uma apresentação dos resultados de forma sistemática e estruturada do projeto PARA SEMPRE.

cartao-expo-memoria-festivais-e-eventos-de-arte
Exposição online “memória de festivais e eventos de arte” (arteparasempre.wordpress.com)

O segundo produto online do projeto será um diretório de referências de artistas, galerias e projetos na área da arte contemporânea portuguesa a ser disponibilizado durante o ano de 2022, em gulbenkian.pt/biblioteca-arte.

Ciclo de Webinars intitulado Arte para sempre na web

Entre abril e julho de 2021, realizou-se o Ciclo de Webinars intitulado Arte para sempre na web, orientados a uma comunidade de artistas, curadores, galeristas e produtores de eventos, entre outros.

A média de participantes foi de 58 por sessão, os quais avaliaram a sua satisfação, numa escala de 1 a 5, com uma pontuação média de 4,6.

As três sessões tiveram por objetivo a difusão do conhecimento sobre a preservação digital de informação na web e requisitos para a publicação de informação preservável.

Identificação de artistas, galerias e projetos

Começou-se por identificar artistas, galerias e projectos relevantes no panorama artístico português contemporâneo. Partiu-se de um conjunto inicial de 63 agentes (artistas, galerias e projetos), aos quais foram adicionados 573 artistas pertencentes à Colecção Moderna da FCG e à Colecção de Livros de Artista e Edição Independente da BAA – FCG.

Ao longo destes meses foram assim identificados 636 elementos (redes sociais e sítios web ativos em 2020), que foram posteriormente analisados.

As conclusões da análise realizada no âmbito do projeto PARA SEMPRE foram apresentadas no webinar realizado a 1 de julho de 2021, intitulado Arquivar a Web: faça-você-mesmo! 

Para mais informações:

Recolha especial sobre websites e blogues de arte

Em Abril de 2021, 0 Arquivo.pt fez uma recolha especial com base na identificação inicial de artistas, galerias e projetos e obteve 2.8 terabytes de informação preservada.

Gravaram-se novos conteúdos sobre websites de arte, utilizando ferramentas que permitem recolhas com maior qualidade, tais como Brozzler e Webrecorder.

Um projeto colaborativo de curadoria digital

PARA SEMPRE é um projeto de curadoria digital aplicada à informação disponibilizada na web pelos diversos agentes da cena artística portuguesa contemporânea (artistas, galerias e locais híbridos).

Este tem como finalidade principal contribuir para a preservação/reutilização das páginas do passado e do futuro, assegurar a preservação da memória digital da arte portuguesa actual disponível no Arquivo.pt e promover o conhecimento sobre esta temática, apresentando-a de forma sistematizada e estruturada.

A sua criação resulta do encontro de missões de duas organizações: uma que pretende assegurar a preservação da web portuguesa, o Arquivo.pt, e outra que se assume como um agente no desenvolvimento do conhecimento e do saber sobre a arte portuguesa contemporânea, a Biblioteca de Arte da Fundação Calouste Gulbenkian. Este inscreve-se no âmbito da plataforma ROSSIO (Infraestrutura de Investigação na área das Ciências Sociais, Artes e Humanidades).

Crie narrativas automáticas sobre qualquer tema!

thumnail-exemplo-conta-me-historias-q3

O Arquivo.pt disponibiliza uma nova função que permite criar automaticamente narrativas temporais sobre qualquer tema.

A funcionalidade “Narrativa”, integrada no Arquivo.pt em setembro de 2021, é o resultado da colaboração entre o “Conta-me Histórias”, vencedor do Prémio Arquivo.pt 2018 e o Arquivo.pt.

O projeto “Conta-me Histórias” foi desenvolvido por investigadores do Laboratório de Inteligência Artificial e Apoio a Decisão (LIAADINESCTEC) e afiliados às instituições Instituto Politécnico de TomarCentro de Investigação em Cidades Inteligentes (CI2); Universidade do Porto e Universidade de Innsbruck.

Como funciona?

Quando um utilizador insere um conjunto de palavras acerca de um tema na caixa de pesquisa do Arquivo.pt e clica no botão “Narrativa”, é direcionado para o serviço “Conta-me Histórias”, que por sua vez analisa automaticamente as notícias de 25 websites arquivados pelo Arquivo.pt ao longo do tempo e apresenta ao utilizador uma cronologia de notícias relacionadas com o tema pesquisado.

Por exemplo, se pesquisarmos por “Jorge Sampaio” e carregarmos no botão “Narrativa” (Figura 1), seremos direcionados para o “Conta-me Histórias”, onde obteremos automaticamente uma narrativa de notícias arquivadas (Figura 2).

exemplo-conta-me-historias-narrativa

Figura 1: Resultados da pesquisa de páginas sobre “Jorge Sampaio”.

exemplo-conta-me-historias-2

Figura 2: Narrativa de notícias sobre “Jorge Sampaio” gerada pelo serviço “Conta-me Histórias”.

Crie agora a sua narrativa!

O “Conta-me Histórias” pesquisa, analisa e agrega milhares de resultados para gerar cada narrativa acerca de um tema. Recomenda-se a escolha de palavras descritivas sobre temas bem definidos, personalidades ou eventos para obter boas narrativas.

A criação de uma narrativa é útil para investigadores, jornalistas ou cidadãos que pretendam obter rapidamente uma visão geral acerca da evolução de um tema ao longo do tempo, poupando-lhes assim imenso tempo e trabalho.

Aceda ao Arquivo.pt e experimente criar uma narrativa sobre um tema à sua escolha.

Diga-nos como foi a sua experiência para melhorarmos o serviço!

Vaga nos Serviços Avançados!

A Área de Serviços Avançados da FCT-FCCN, onde se inclui o Arquivo.pt e os Serviços de Vídeo, abriu uma vaga para formação complementar em infraestruturas e serviços de gestão de ciência (bolsa).

As atividades a realizar estarão relacionadas com a formação e disseminação de serviços avançados para investigação científica e ensino superior.

A data limite para a apresentação de candidaturas é dia 27 de outubro de 2017.

Consulte os detalhes de candidatura.

Agradecemos a divulgação desta vaga por potenciais interessados.