foto Diogo Cunha investigador das mutações nos jornais digitais em Portugal utilizando o Arquivo.pt

Transformações da presença dos jornais portugueses na web

Referência: http://arquivo.pt/jornais

Como mudaram os websites dos jornais?

O projecto “Transformações da presença dos jornais portugueses na web (1996-2016): Correio da Manhã, Diário de Notícias, Expresso e Público” foi concebido e desenvolvido integrando o domínio do conhecimento conhecido como Ciências ou Estudos de Comunicação, Media e Jornalismo em articulação com contributos de outros domínios do conhecimento.

O objectivo central do projecto era o de descrever, compreender e explicar a mudança dos layouts dos websites dos jornais portugueses Correio da Manhã, Diário de Notícias, Expresso e Público de 1996 a 2016. Por conseguinte, as questões colocadas à partida foram as seguintes:

  • Como mudaram esses websites ao longo do tempo?
  • O que significam, cultural, económica e politicamente tais mudanças?

Para realizar este objectivo, foi necessário colocar questões emergentes do actual ecossistema digital no âmbito do jornalismo e da investigação científico-social sobre jornalismo utilizando arquivos da web, em particular o Arquivo.pt.

A investigação revelou a mudança de desenho regular dos vários websites dos jornais estudados, tendo sido apresentado um conjunto principal de tendências gerais de desenvolvimento:

  • As páginas web são progressivamente mais extensas e orientadas de forma vertical;
  • As páginas web mostram uma estabilidade estética gradual, consolidando a identidade visual do jornal ao longo do tempo;
  • As mudanças são cada vez mais difíceis de notar, na medida em que são sucessivamente mais microestruturais;
  • Surgem gradativamente mais imagens e vídeos incorporados, muitas vezes enquadrados em galerias, o número de hiperligações, botões, menus de navegação e barras de scroll aumentam também pouco a pouco;
  • As mudanças gráficas, tal como as mudanças de endereços da web, são muitas vezes modeladas pelas relações das empresas de media com empresas de audiovisual e telecomunicações.

Investigação em comunicação a partir dos arquivos da web

Para além da resposta às perguntas principais, a colocação de questões emergentes permitiu compreender dois aspectos centrais para consolidar a presente investigação e que podem servir de pista importante para investigações futuras:

  • Os arquivos da web são estruturas fundamentais para preservação de materiais característicos do actual modo de organização social e é, por isso mesmo, importante que os cientistas sociais os problematizem, para que os possam não só utilizar como compreender;
  • Os websites actuais dos jornais estudados têm problemas de preservabilidade de ordem variada e, como revelam a revisão bibliográfica e os contactos realizados no âmbito da presente investigação com responsáveis dos jornais e das empresas de media estudados, estes jornais e empresas parecem não estar acostumados à ideia de preservação da web, o que permite sublinhar a relevância dos arquivos da web em geral e do Arquivo.pt em particular.

Resultados

  • Diogo Silva da Cunha, “Mutações Tecnológicas das Interfaces dos Media Online: o caso dos sites da imprensa escrita generalista portuguesa – apresentação de um projecto de investigação” (programa, vídeo, slides), Comunicação nas Jornadas FCCN 2017, 21 de Abril de 2017;
  • Diogo Silva da Cunha, “Mutações Tecnológicas das Interfaces dos Media Online” (vídeo, slides), Aula Aberta no Mestrado de Novos Media e Práticas Web na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, 10 de Maio de 2017;
  • Diogo Silva da Cunha, Mutações Tecnológicas das Interfaces dos Media Online, Vídeo institucional (vídeo), 8 de Junho de 2017.
  • Diogo Silva da Cunha, Transformações da presença dos jornais portugueses na web (1996-2016): Correio da Manhã, Diário de Notícias, Expresso e Público. Relatório final de um estudo de caso do projecto “Investiga XXI”, Relatório (121 páginas), 31 de Julho de 2017, actualizado em Dezembro de 2017;
  • Diogo Silva da Cunha, “A análise de páginas web em arquivos da web como análise de imagens: casos do jornalismo português a partir do Arquivo.pt” (programa, slides, resumo), Comunicação no II Encontro de Cultura Visual, 15 de Setembro de 2017;
  • Diogo Silva da Cunha, “The concept of ‘research route’ as a methodological basis for social analysis of web archives, with special attention to the transformations of the websites of Portuguese newspapers as a case study” (programa, slides, resumo), Comunicação em inglês na Conferência Big Data on Human and Social Sciences. History, Issues and Challenges, 6 de Novembro de 2017;
  • Diogo Silva da Cunha, “Transformações da presença dos jornais portugueses na web (1996-2016): Correio da Manhã, Diário de Notícias, Expresso e Público” (programa, vídeo, slides), Comunicação no Evento Arquivo.pt 2017, 8 de Novembro de 2017;
  • Diogo Silva da Cunha, “Transformações dos websites dos jornais portugueses: Correio da ManhãDiário de NotíciasExpresso e Público (1996-2016)” (programa, slides, resumo), Comunicação no Congresso Ibercom 2017, 18 de Novembro de 2017;
  • Diogo Silva da Cunha, “Transformações dos websites dos jornais portugueses: Correio da ManhãDiário de NotíciasExpresso e Público (1996-2016)”, Artigo (24 páginas) in Lopes, M. I. V.; Ribeiro, N.; Castro, G. G. S. & Burnay, C. D. (orgs) (2018), Comunicação, Diversidade e Tolerância. XV Congresso Ibero-Americano de Comunicação. Ibercom 2017, Livro de Anais (pp. 5084-5107). São Paulo/Lisboa: Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo e Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa (pre-print);
  • Diogo Silva da Cunha, “Implicações onto-epistemológicas da reconfiguração do arquivo na era informacional” (programa, slides, resumo), Comunicação no X Congresso da Sopcom, 27 de Novembro de 2017;
  • Diogo Silva da Cunha, “Today’s news to be forgotten tomorrow?“, Notícia em inglês no Blog do International Internet Preservation Consortium, 28 de Fevereiro de 2018;
  • Diogo Silva da Cunha, “Os Arquivos da Web na Investigação em Comunicação, Media e Jornalismo”, Aula de Metodologias de Investigação Aplicadas ao Estudo em Jonalismo (Professora Doutora Filipa Subtil) no Mestrado de Jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social do Instituto Politécnico de Lisboa, 24 de Maio de 2018.

Ver formulário de candidatura e apresentação da proposta inicial.